Trabalho de parto, por que trabalho?

Na próxima segunda-feira, dia 29 de setembro, teremos um novo encontro do Grupo Parto Alegre! Com a chegada da Primavera, vamos conversar sobre o trabalho de parto e suas fases, como elas acontecem. Além disso, teremos relatos de mães que já passaram por essa experiência e vídeo de parto inspirador para que possamos conhecer um pouco mais desse momento único na vida de uma nova família. Será lindo contar com a presença de cada uma, cada um em nosso círculo! Segue mais informações no cartaz!

Abraços, Equipe Parto Alegre.

Encontro Parto Alegre

Vídeo de Parto Domiciliar

Vejam que alegria é conhecer o sexo do bebê na hora do nascimento, é quase a mesma emoção de descobrir a gravidez.
Além disso, este vídeo mostra o quanto é belo o recém-nascido buscar a claridade por si só, sem aquela lanterna gigante que alguns hospitais deixam no rosto dele assim que nasce, aparece logo no finalzinho do vídeo.
Material original no site Potencial Gestante.

Relato do parto do vídeo abaixo aqui:
http://potencialgestante.com.br/na-minha-cama/

Encontro Parto Alegre sobre Trabalho de Parto

Agradecemos a tod@s presentes nesta linda noite que foi a última terça-feira.
Nosso primeiro encontro na Unipaz estava repleto de lindas gestantes, casais grávidos, pessoas queridas com muita vontade de mudar a realidade obstétrica que vivemos.
Foram trocas muito ricas, que alegraram profundamente a equipe Parto Alegre e nos deu muita força para continuar na luta por aquilo que acreditamos!

Um abraço com carinho!
Equipe Parto Alegre

foto (1) foto

Os alimentos orgânicos, as gestantes, os bebês, sua família! Você pensa no que anda ingerindo?

598811_373279402747181_699199066_nQuando um bebê está no útero, ele se alimenta de tudo que comemos, de nossas emoções, da nossa energia. Isso inclui as conversas que temos, o que vemos na televisão, o que lemos, pois essas também são formas de alimentar o nosso corpo e espírito. Por isso, até mesmo os médicos mais tecnocráticos e não-humanizados assumem que a mulher deve manter-se tranquila, comer coisas saudáveis e pegar leve nos “desejos” pelas guloseimas. Muitas gestantes se agarram nesta justificativa do desejo e acabam se entupindo de porcarias. Na minha opinião, (você é livre para discordar completamente) vontade de comer alguma coisa precisa ser moderada pelo bom senso, claro, sem radicalismos.

Já ouvi gente dizendo “Quando grávida eu só tinha vontade de comer cachorro quente e brigadeiro, comia todos os dias.”. Que lindo, não? Seu bebê, que ainda é indefeso, não tem poder de escolha, tendo que ingerir junto toda essa “preciosidade”. Quanto mais comermos esse tipo de produto, pois como bem diz a minha nutricionista preferida e amiga, a Soninha, o que não vem da terra ou não é preparado exclusivamente com alimentos naturais não é comida de verdade é produto, mais estaremos nos contaminando, suscetíveis a doenças físicas e psicológicas. E assim o mundo vai adoecendo e a indústria farmacêutica lucrando bilhões. Você percebe? É um ciclo vicioso pelo qual somos engolidos ingenuamente e assim vamos vivendo como gado, como diz a minha amiga Amanda, aqui do Parto Alegre. Cabe a você sair desta roda.

brasilorganico

CLIQUE NA IMAGEM PARA VER A PRÉVIA DO DOCUMENTÁRIO!

Estamos num momento crítico com relação ao cultivo de alimentos em nosso planeta. A própria palavra “cultivo” vem sendo totalmente denegrida, pois quando pensamos no seu significado, nos vem a idéia de dedicação, amor, como cultivar uma amizade. Atualmente, a grande maioria das coisas que estão no supermercado são literalmente produzidas. Sim, são produtos que passam por máquinas, banhos de químicos altamente tóxicos, radiação e levam quantidades astronômicas de conservantes, espessantes, acidulantes e outros “antes” piores ainda.

Por outro lado, a força do bem também está atuante e o cultivo dos orgânicos vem crescendo cada vez mais no nosso Brasil-sil. Sim, isso é motivo de grande alegria, as feiras estão cada vez mais cheias, existe um movimento bacana acontecendo e a imprensa que fica fora dos grandes veículos vem denunciando o perigo dos agrotóxicos que são derramados nas plantações. Além disso, ainda tem o problema dos transgênicos…sim, mais essa! Aquele arroz clássico que você comeu a vida toda, aquela farinha de milho da polenta do domingo, sim, pode ser tudo feito com sementes geneticamente modificadas, além de quase tudo que leva soja. Por que será que muitos bebês têm apresentado alergia à proteína da soja? Porque além de ser muito difícil para o organismo humano digerir, ainda mais um recém nascido, a grande maioria da soja que chega até nós é transgênica. Nem os animais escapam, quase todas as rações contém transgênicos – vide o símbolo “T” (Por que será que muitos animais domésticos desenvolvem câncer? Bom, isso já é outra discussão.)

Falando por experiência própria, já achei muito difícil a idéia de ter que ir à feira de orgânicos. Sempre vem aquela desculpa: Ahhhh, mas sábado é o único dia que eu tenho para dormir até mais tarde, é muito caro, blá blá blá. Raramente eu ia à feira de orgânicos. Acabava comprando tudo no supermercado mesmo, até durante a gravidez.

Eu ainda não havia sido convencida do tamanho do problema e infelizmente acabei alimentando minha filha, ainda na barriga, com um monte de frutas e verduras envenenadas pelos agrotóxicos. Já vi gente aqui em casa pegar uma abobrinha orgânica e dizer: É igual a do supermercado! Santa ignorância.O que você queria? Que as abobrinhas e outros legumes não orgânicos tivessem verrugas, vermes parecidos a alienígenas? Não, né! A grande indústria alimentícia faz de tudo para enganar a todos e lucrar, lucrar, lucrar. É esse o único objetivo. E consegue isso graças às propagandas ridículas na televisão que fazem você acreditar que um caldo de carne é cheio de “amor”, que quem come margarina tem um casamento de sucesso, quem toma cáca-cola é feliz e outras bizarrices mais. Graças aos deuses e às redes sociais, comecei a
dar-me conta que o buraco é bem mais em baixo e mesmo antes de a minha filha começar a comer sólidos entramos no ritmo da feirinha, como carinhosamente chamamos, aqui em casa. Aí, além da conscientização, foram brilhando as opções além-feira. Calma, vou listar todas elas (as que conheço) no final deste post!

feira-organica-placa2O movimento de inserir a ida à feira orgânica na rotina trouxe junto a quebra de vários tabus. O primeiro deles foi o “é difícil”. Tudo que nos é desconhecido e fica fora do lugar comum, soa como dificultoso. Entretanto, quando conseguimos avançar e mudar, nos damos conta do benefício que estávamos perdendo. Ao longo das semanas, a ida à feira tornou-se muito prazerosa (eu freqüento a do bairro Menino Deus). Encontramos vários amigos, fizemos novos amigos, conhecemos face a face de quem produz o alimento que vem para as nossas panelas. Isso é realmente muito gratificante. Conversamos com as pessoas, descobrimos em quais cidades são cultivados esses alimentos, vamos ensinando para a nossa filha o que é cada coisa, mesmo que ela ainda nem saiba falar, tenho certeza que compreende. Além disso tudo, ainda degustamos vários quitutes deliciosos como café da manhã, tomamos um suco maravilhoso feito na hora. Quem serve o suco é um dos próprios agricultores que plantam as laranjas. Não sei para vocês, mas para mim isso é muito bom, essa relação afetiva com os alimentos literalmente não se compra no supermercado!

Agora você deve estar pensando, ou já pensou antes: Estou num blog sobre parto e gestação, por que estão falando em comida? Simples de responder. Como disse a minha querida amiga Luísa, também aqui do Parto Alegre, a humanização começa na gestação e no parto, mas se estende por muitos outros aspectos da nossa vida. Alimentar bem seu bebê é humanizar, ter uma gestação tranquila e consumir bons alimentos durante esse período tão maravilhoso e transformador, é humanizar.

Voltando ao assunto da quebra de paradigmas da ida à feira orgânica: “é caro”. Muitas pessoas dizem isso, mas muito “inteligentemente” sem saber. Sim, existem coisas caras na feira, assim como existem no mercado e você não é obrigado a comprá-las se não quiser. Falando em preços, é só dar uma consultada rápida em um site de uma grande rede de supermercados, analisando os produtos da estação, disponíveis nas feiras.

Pão do supermercado: um mais baratos custa por volta de 4 ou 5 reais. O da feira, feito com farinha orgânica custa a mesma coisa.

Suco de caixinha de Uva, custa por volta de 4 reais também e além de ter mais açúcar que um refrigerante é cheio de outras porcarias. O da feira de 500ml concentrado, que rende o dobro, custa o mesmo.

Iogurte: Os de litro no mercado custam por volta de R$ 4,50. Com mais 2 reais você compra a versão orgânica… pense rapidamente em quantas coisas desnecessárias você gasta 2 reais!

Cenoura: Com R$ 3,50 você adquire um lindo “ramalhete” de cenouras cheirosas e frescas, que ainda vêm com a rama bem linda, que muitos aproveitam para fazer omeletes, usar no feijão. No mercado o quilo vale aproximadamente isso ou mais. É só olhar aqui!

Couve manteiga: Tcharam!!!! Mais barato na feira, custa R$ 2! No supermercado custa R$ 2,40 (estou vendo os preços do Nacional, é o único que disponibiliza online).

Beterraba: Estou vendo aqui que 700 gramas de beterraba embalada custa R$3, na feira com R$ 3,50, assim como a cenoura, se compram lindas beterrabas.

Alho-poró: Pasmem. No supermercado custa o DOBRO do preço da feira, onde se compra por R$ 1.50 a unidade.

Arroz: Aquele clássico Tio João custa R$ 2,88 (o quilo) no mercado citado acima, o da feira custa R$ 3. Comprando na feira você está ajudando muitas famílias que resolveram sair do ciclo das grandes plantações e resolveram agir de forma mais ética e ecológica.
Veja aqui uma tabelinha do Greenpeace sobre as marcas que vendem arroz transgênico.

Feijão: Alguns feijões custam no supermercado R$ 7 o quilo e nem são os “top”. Na feira, o quilo do feijão custa 6 reais. Lembrando que estou tendo como base os valores da feira do bairro Menino Deus, em Porto Alegre, porém esses valores costumam regular com as demais feiras e entrepostos de produtos orgânicos.

Estes, entre outros itens, não são caros, não têm valores abusivos e estão milhas e milhas de qualidade a frente do que se compra no supermercado. As bananas, laranjas, bergamotas, todas têm preços ótimos na feira, ou seja, mais um mito derrubado. Comprar orgânicos NÃO É CARO PESSOAL!!!

248177_310304692392687_504801105_nUma última questão: Se você é daquelas que se orgulha em dizer que amamentou seu filho, que pratica a amamentação prolongada etc., parabéns, mas você já parou pra pensar no que o seu filho anda ingerindo além do seu leite? Que qualidade tem esse leite que você produz? Ele é produzido pelo seu organismo tendo como base uma alimentação saudável? O leite materno é o alimento mais completo que existe para humanos, então, quando seu filho deixa de mamar, deve consumir alimentos que cheguem pelo menos aos pés do leite materno! Por isso e por outros vários motivos, comer orgânicos se torna essencial.

Durante o último ano minha alimentação tem sido quase 100% orgânica. Vi muitos benefícios nisso ao longo do tempo. Fui ficando muito mais seletiva com tudo que como, me alinhei com o que está disponível em nossa terra na estação, peguei menos resfriados, entre outras coisas.

Car@ leitor(a), se você chegou até esse ponto neste texto, agradeço muito a paciência e a disposição, creio que tenha sido válido. Esse assunto poderia continuar se prolongando ainda mais, mas é bom ir parando para não assustar possíveis leitores com o tamanho do post.  Abaixo vou listando várias possibilidades de lugares para se comprar orgânicos na cidade.
Aproveite, mude, evolua e ajude o mundo a mudar!

Um abraço com carinho e esperança
Shana Gomes Mãe da Anahí, doula e fotógrafa.

Mundo dos Orgânicos – Globo Repórter

LISTA DE LOCAIS ONDE SE PODE COMPRAR ORGÂNICOS EM PORTO ALEGRE E REDONDEZAS (Se você quer colaborar com esta lista, envie um e-mail para partoalegre@gmail.com que colocaremos a sua contribuição aqui).

– Feira Ecológica do Bom Fim
Av. José Bonifácio (em frente ao parquinho infantil da Redenção)
Porto Alegre |RS
Somente aos sábados, das 7h às 12h30.

– Feira Ecológica do Bairro Menino Deus
Av. Getúlio Vargas (no pátio da Secretaria Estadual da Agricultura)
Quarta-feira das 13h às 19h.
Sábados das 7h30min às 13h.

– Feira Ecológica Tristeza
Av. Otto Niemeyer esquina com a Av. Wenceslau Escobar (perto do Zaffari, em frente à igreja)
Sábados das 7h às 12h30min.

– Feira Mulheres da Terra
Campus central – Av. Paulo Gama, 110 – Bairro Farroupilha – Porto Alegre – Rio Grande do Sul
Terças-feiras das 15h às 18h30min e Quarta-feira no campus do Vale.

– Feira Ecológica em Ipanema / Porto Alegre
Todos os sábados das 8h ás 13h
Avenida Guaíba 10410 – Esquina com a Dea Coufal
Espaço Integral

– Viverde Orgânico
Cestas de orgânicos entregue em casa
(51) 8223.7124
viverdeorganico@hotmail.com
www.facebook.com/viverde.organico

– Orgânicos do Porto 
https://www.facebook.com/organicosdoporto2013
Entrega de cestas orgânicas: (51) 98483786

– Loja Seleção Natural
Venâncio Aires, 531  – Porto Alegre
Fone/Tele-entrega: 3026.7070
E-mail: selecaonatural@terra.com.br
Seg. a Sexta. Das 9hs às 19h30minh
Sábados das 9hs às 18hs.

– Restaurante Nova Vida
Rua Demétrio Ribeiro, 1182 – Centro Histórico – Porto Alegre / RS
Telefones: (51) 3226-8876
Horário de atendimento: De segunda a sexta, das 8h às 19h.
Sábado, das 8h às 15h.

– Viver Bem Alimentos Macrobióticos
Rua Doutor Armando Barbedo, 269 – Tristeza – Porto Alegre / RS
Telefones: (51) 3012-3020
De segunda a sexta, das 9h às 19h. Sábado, das 9h30 às 18h.

– Mercado Público de Porto Alegre
Banca da Reforma Agrária

– Mesa Natural – Alimentos Orgânicos Certificados
Avenida Caçapava, 551 – Bairro Petrópolis – Porto Alegre
Telefone: 51 9813-9913 / 3388-5400

– Casa Natural – Porto Alegre
http://www.casanatural.com.br/
Rua Sapé, 800 – Cristo Redentor / Porto Alegre
(51) 3337-7663
(51) 9103-8310
De segunda à sexta, das 8h30min às 19h e sábados, das 9h às 15h.

– Rainha Omega
Refeições congeladas orgânicas
Na compra de um kit semanal, você ganha uma sacola de hortaliças e ervas medicinais :-)
https://www.facebook.com/rainhaomega.alimentos?fref=ts

– Paz da Mata – Alimentos Naturais
https://www.facebook.com/cristinapazdamata/media_set?set=a.121664091346306.20673.100005081473610&type=1
Falar com Cristina Pazdamata, ela também tem uma Kombi que passa aos sábados pela cidade, modelo feira itinerante.

– Feira ecológica em Morro Reuter
Todas as quartas e sábados pela manhã.

– Feira ecológica em São Leopoldo
Todas as quartas pela manhã.

– Harmonia Natural em São Leopoldo:
http://www.harmoniasl.com.br/

– Feira ecológica na Lomba Grande, NH
Todos os sábados pela manhã.

– Espaço Natureza Pura em Viamão:
https://www.facebook.com/pages/Natureza-Pura/178556328890082?sk=page_map

Links e vídeos interessantes:

Teste do microondas 

– Crianças de escolas municipais de SP terão alimentos da reforma agrária e sem agrotóxicos

– Thrive Movement – Documentário interessante que também fala dos orgânicos, vacinas, etc. (com legendas em PT)

– Brasil orgânico
www.facebook.com/brasilorganico

Documentário Muito Além do Peso

Sete alimentos transgênicos que você deveria evitar

Os tipos de alimentos mais prejudiciais à saúde

Alimentos infantis proibidos pela Anvisa

Matéria sobre a riqueza da couve

Coluna de alimentação do site Vila Mamífera

Orgânicos possuem mais nutrientes do que alimentos convencionais

Globo Ecologia sobre orgânicos

Vídeo de parto domiciliar

Olá pessoal!
Deixamos aqui um vídeo inspirador para a mulherada que pensa em ter parto domiciliar…
Vejam que maravilha é :-)

Um abraço e bom final de semana a tod@s!

Parto normal em pauta.

Cada vez mais estamos tendo a possibilidade de conhecer outras ideias sobre parto normal. Diante da divulgação das taxas de cesariana ultrapassarem a metade dos nascimentos realizados no Brasil no ano de 2012, parece que começamos a nos dar conta de que algo não anda bem em relação a forma como acontecem os atendimentos ao parto e à mulher neste país. E desse modo, temos visto diversas notícias a respeito da realidade dos nascimentos na atualidade. Trago hoje, pelo menos duas notícias que ilustram o que estou falando.

É preciso que ainda haja muitos debates a respeito dos nascimentos no Brasil, desejo que esse debate não morra e que cada vez se qualifique mais. Que possamos ter conhecimento de mais evidências científicas, que mais mídias e informações nos cheguem até que a mulher tenha o direito de escolha respeitado sobre o local, com quem e como terá o seu parto.

A primeira publicação trata-se do site de Carla Raiter, fotógrafa que abraçou a causa da humanização do nascimento depois de ter vivido uma experiência de um parto respeitoso, criando assim o projeto 1:4, em parceria com Caroline Ferreira, produtora cultural e mãe da Luísa, um bebê que chegou há 11 anos por meio de um parto violento. Esta última, assume a produção e logística do projeto. O nome do projeto faz alusão ao fato de que 1 em cada 4 mulheres sofre violência obstétrica no Brasil durante o parto. Acesse o site por aqui.  

Retratos da violência obstétrica.

Retratos da violência obstétrica.

A segunda notícia trata-se do Programa Encontro com Fátima Bernardes que foi ao ar nessa quarta-feira. Neste Programa, o médico obstetra Marcos Dias e o pediatra Ricardo Chaves falam sobre Parto no Brasil. Vale a pena ver. São vários pequenos vídeos com todo o programa. Eles falam sobre parto normal e plano de saúde, a importância do parto normal para o recém-nascido. O obstetra Marcos Dias defende o parto normal e apoiou a construção de casas de parto no Rio de Janeiro. Link para assistir ao vídeo:

vídeo do programa Encontros

Clique aqui para assistir ao vídeo do programa Encontros

Fico feliz que essas informações estejam disponíveis para tantas pessoas. É importante que possamos diferenciar parto de violência obstétrica, precisamos saber da importância do parto normal e das consequências da cesariana. Só assim, mitos em relação ao parto serão desmistificados, pois muito do que se diz sobre o parto não tem a ver com o parto em si, mas com o desrespeito que aquela mulher sofreu. As mulheres que dizem que o parto normal foi horrível, muito provavelmente estão dizendo: “eu fui violentada, maltratada, desrespeitada durante o nascimento do meu filho” e isso precisa mudar. Daí então, a gente conseguirá perceber melhor que parto normal pode ser tudo de bom! E que cesárea só deve ser indicada para 10% das mulheres e não para 52% (taxa atual do Brasil). Não é possível que metade da população seja incapaz de ter seus bebês por via vaginal. Se assim for, então temos que começar a nos preocupar com o futuro da nossa espécie.

Matéria SBT Repórter

Parto Natural

Foto: Reprodução/SBT

SBT Repórter abordou a opção de mulheres por partos humanizados. Após esperar por nove meses o bebê, a futura mãe tem de optar por um parto que combine mais com seu estilo de vida. O programa desta segunda, 9 de julho, mostrou histórias de  mulheres que decidiram ter seus filhos da forma mais naturalpossível, os chamados nascimentos humanizados

Assista a matéria dividida em 3 partes:

http://www.sbt.com.br/sbtreporter/reportagens/?id=26516

Parto humanizado

Esse parto, do vídeo abaixo, aconteceu num lar de classe média brasileira, com uma parteira, uma doula, uma pediatra e a família. Algo que vai se tornando possível, felizmente, a cada dia mais. Isso é fruto do trabalho de grupos como o Samaúma, de Campinas, que vai conscientizando e mostrando o quanto é possível parir na segurança de nossas casas, longe de intervenções desnecessárias, num ambiente acolhedor e com muito carinho.
Garanto que a vida de um menino que vê o irmão nascendo na sala de casa nunca mais será  a mesma, é a semente da humanização do parto sendo plantada, com certeza ele terá uma outra visão do nascimento, quando for adulto, talvez incentivará sua companheira a parir em casa, assim como a mãe fez, ou onde ela se sinta mais segura, mas com certeza, com muito respeito, acolhimento e amor!

Viva a humanização do nascimento!
Viva as parteiras e as doulas!
Viva a coragem das mulheres de mudarem os rumos da história!


Semente E Fruto
Geraldo Azevedo

tomara, seja sempre assim, tomara
tempos viverão em nós
pura energia, paz e alegria
harmonia em nossa almaa vida há se ser assim
a onda vem beijar o cais
em todo continente o sol vai nascer
pra toda nossa gente a esperança
aonde for esteja a fim
da paz fruto do amor, em sitomara, seja sempre assim, tomara
tempos viverão em nós
pura energia, paz e alegria
harmonia em nossa almaamor é que me faz sentir
a chama que me ilumina
sublime sentimento do coração
semente das mais lindas lembranças
aquele que quer ser feliz
se plantando amor, dá maistomara, seja sempre assim, tomara
tempos viverão em nós
pura energia, paz e alegria
harmonia em nossa alma